Praia - A União Europeia (UE) vai financiar, com três milhões de euros, seis projetos visando a promoção de turismo sustentável em Cabo Verde.

Para o efeito, a UE assinou um acordo com organizações da sociedade civil e autoridades locais que vão beneficiar os projetos visando a "preservação e melhoria do património social, cultural e ambiental como fator de diversificação e desenvolvimento do turismo sustentável e solidário em  Cabo Verde".

Os projetos serão implementados por organizações não-governamentais (ONG) e associações cabo-verdianas e europeias, em sinergia com câmaras municipais (prefeituras).

Trata-se, designadamente, das câmaras da Brava, do Maio, dos Monteiros, da Ribeira Grande (Santo Antão), de São Filipe, de São Vicente e do Tarrafal, assim como das autoridades locais europeias como a Câmara Municipal de Loures (Portugal), e Veneto (Itália).

Com esta iniciativa, a UE pretende estimular a ligação entre o turismo e os vários setores estratégicos de desenvolvimento do país para a criação de oportunidades concretas, sobretudo, nas ilhas contempladas.

"Pretende-se ainda valorizar a diversidade cabo-verdiana, visando uma oferta turística de qualidade, criando novas dinâmicas de turismo local e respondendo às necessidades das comunidades mais periféricas e vulneráveis do país", sublinha uma fonte da UE. Panapress

Reserve já

motor reservas

Newsletter

introduza os seus dados de registo| enter your registration data| entrez vos données d'inscription