Túnis - Os atentados terroristas prejudicaram o turismo tunisino, declarou esta quinta-feira em Túnis a ministra tunisina do Turismo, Slama Rekik.

Apenas cerca de três milhões de turistas visitaram em agosto último a Tunísia, ou seja um milhão de menos que no mesmo período do ano de 2014, lamentou o governante em declarações aos jornalistas.

Segundo a ministra, o turismo tunisino está, desde 2010, numa crise agravada pela revolução de 2011 que baixou em 50 porcento o número de turistas.

Os ataques terroristas levaram a situação à estaca zero com a subida da taxa de anulação das reservas, acrescentou Rekik, sublinhando que "o acordo histórico" assinado com a Argélia no plano dos transportes aéreos é uma tentativa de salvar a atual temporada turística.

Segundo a ministra, a prioridade do seu pelouro hoje é introduzir reformas no sistema de formação e diversificar produtos turísticos evitando assim limitar-se ao produto "praia",

Sublinhou igualmente a necessidade de buscar outros mercados, nomeadamente na China e na Índia. Panapress

Reserve já

motor reservas

Newsletter

introduza os seus dados de registo| enter your registration data| entrez vos données d'inscription