Joanesburgo - A companhia aérea sul-africana South African Airways (SAA) anunciou ter retomado o seu serviço direto num voo diário de Joanesburgo (África do Sul) para o aeroporto internacional John F. Kennedy de Nova York (Estados Unidos).

Enquanto o voo diário da SAA de Nova York para Joanesburgo era direto há vários anos, o voo de regresso tinha uma escala de uma hora em Dakar (Senegal) durante a época baixa dos meses de inverno.

Devido à popularidade desta rota, o serviço entre Nova York e Joanesburgo será doravante direto nos dois destinos durante todo o ano. Os voos entre as duas cidades são efetuados por um Airbus A340-600.

No entanto, a SAA anunciou que prevê reduzir o seu pessoal no quadro do relançamento das suas atividades.

O diretor-geral adjunto da SAA, Nico Buzuidenhout, indicou que é essencial assegurar uma "relativa estabilidade" para a companhia aérea que conta cerca de 12 mil empregados.

Ele prometeu igualmente que a empresa irá poupar 60 milhões de dólares  anualmente, encerrando os voos diretos não lucrativos para Pequim (China) e Mumbai (Índia) a partir de Joanesburgo.

No mês passado, a SAA anunciou que as suas perdas anuais duplicaram para US$ 260 milhões de dólares e que estava "tecnicamente falida". Panapress

Reserve já

motor reservas

Newsletter

introduza os seus dados de registo| enter your registration data| entrez vos données d'inscription